Siri, Cortana ou Google Now - O que ensinam para a inteligência Natural?

Escrito Por: Alberto Martin Publicado em: ROOT Data de Criação: 01/07/2017 Acessos: 569 Comentários: 0

O que a inteligência natural tem para aprender com a artificial? 

A mente humana é como um computador e todo mundo sabe disso, mas o que eu não havia percebido ainda era que esse computador é tão suscetível. Recentemente eu estava dirigindo e precisei do auxílio da assistente do telefone.

 

Quando comecei a falar um vendedor ambulante me abordou no semáforo e fez seu pitch de vendas. Ouvi calmamente (mentira, eu queria que acabasse logo) e quando me dei conta, a assistente do telefone tinha registrado a conversa e depois ainda teve a "pachorra" de buscar e dizer: Veja o que encontrei na internet sobre...

Foi bizarro porque obviamente não pedi a busca e consequentemente não me interessei em ler o que "ela" trouxe, só que esse evento me fez pensar em nossa mente subconsciente. Se o cérebro é como um computador, vamos imaginar que a assistente está sempre ouvindo, o que de fato está porque o microfone precisa ficar ligado o tempo todo a fim de identificar o seu comando de voz.

 

Ocorre que por conta disso, qualquer pessoa que passe por perto da máquina e diga algo vai fazer soar como um comando e "ela" vai buscar na internet. Em tese a assistente só obedece o comando de voz do dono do telefone, só que não. Quando pensamos, o fazemos através de imagens, (Não tenho nenhuma base científica para afirmar isso, só estou me usando como referência). Eu penso em imagens, as vezes rodo um filme na cabeça para poder tomar uma decisão. Me vejo usando o produto que quero comprar e sinto o que pode me proporcionar por meio do filme que estou protagonizando na mente.

 

Para contextualizar a questão de pensar em imagens e filmes, vou usar o site de vídeos mais comum para mim, o Youtube. Imagine que sua máquina está ligada e funcionando, mas você não está lá para operá-la, digamos que fez uma pausa para o café e esqueceu de fazer o shutdown ou deslogar o sistema. Então passa uma pessoa no raio de alcance do microfone e fala sobre uma tragédia qualquer, o que é muito corriqueiro já que desgraças fazem bastante sucesso como quebra gelo e passa-tempo. O que acontece? A assistente busca na internet, encontra os vídeos recém postados e começa a rodar as imagens do triste evento.

 

Imagine também que o site está configurado para ficar rodando os filmes automaticamente ou seja, ao término de um, logo entra o próximo e assim por diante. As imagens sobre o assunto serão transmitidas até que alguém pare a reprodução ou o tema se esgote, como desgraça é um tema muito abundante na mídia, talvez a máquina fique horas mostrando tragédias.

Trazendo essa metáfora para o contexto mente, penso que o evento descrito seja muito semelhante ao que realmente acontece conosco ou seja, se você não estiver atento (a) algo ou alguém pode estar projetando uma frequência indesejada e a sua mente fica transmitindo o conteúdo sistematicamente. A consequência disso é amplamente difundida. Há muitas pesquisas e a própria PNL (Programação Neurolinguística) atesta que aquilo que você pensa tem influência direta em seu estado emocional e fisiologia. Em outras palavras, se você não cuidar do que pensa, os efeitos podem e normalmente são muito negativos.

 

Os hackers invadem computadores, sistemas e sites. Quando assumem o controle podem fazer o que quiserem com os programas e "cá entre nós" normalmente não promovem melhorias e sim o contrário, causam danos. Se não tomarmos cuidado com as mensagens que são incutidas em nossa mente e também com quem deixamos programar nossos computadores, podemos ser hackeados, perder programas preciosos e até o próprio HD.

Você já entendeu não é? Procure estar presente para não ser pego (a) de surpresa, porque essa máquina que você está usando pode ser mais difícil de consertar. (Alerta de linguagem para internos). Os alunos entenderam a Linguagem de Influência. 

Tags:

Deixe um comentário

Captcha