Você sabe elogiar?

Escrito Por: Alberto Martin Publicado em: ROOT Data de Criação: 01/06/2017 Acessos: 335 Comentários: 0

Recentemente estive em um evento de marketing digital,  havia um estande de uma grande plataforma de vendas digitais

Recentemente estive em um evento de marketing digital,  havia um estande de uma grande plataforma de vendas digitais.

 

 

A proposta do estande era que você fizesse um vídeo falando sobre como aquela plataforma estava te ajudando a desenvolver o seu negócio. O prêmio para o melhor vídeo seria o ingresso para o evento ao vivo deles, com a participação de vários palestrantes de peso.

 

Conhecer o escritório e fazer um voo de helicóptero junto com membros da equipe. Fui até lá para me inscrever e participar do concurso, afinal eu queria voar de helicóptero e visitar a empresa também. Quando fui atendido, a pessoa que fazia o cadastro estava operando em modo trabalho ou seja, ela não estava me tratando como um ser humano e sim como um cadastro. Não a culpo, talvez ela estivesse fazendo isso por muito tempo e tenha perdido a motivação.

 

Para minha “sorte”, ela estava usando um crachá e eu disse o nome dela, e elogiei a armação dos óculos que usava. O atendimento se transformou e ganhei uma lata de energético, balinha e um boa sorte seguido de um sorriso. Infelizmente eu não ganhei o concurso, quem ganhou foi um colega e ele foi realmente muito bem. Para elogiar, você precisa prestar atenção em algum detalhe que te chame realmente a atenção e explicar porque aquilo é relevante.

 

Então, com base no que observou, você faz um elogio.

 

Exemplo:   “Sabe (Nome da pessoa), eu tenho uma ótica virtual e gosto particularmente de óculos de modelo vintage, sua armação é muito bacana porque tem originalidade e ficou muito bem na cor marrom tartaruga,  parabéns por seu bom gosto.”

 

Nome + contexto + justificativa → Elogio.

 

Foi somente isso que fiz e a mudança foi muito clara de comportamento e tratamento. Se eu tivesse dito algo como: “você tem muito bom gosto”  possivelmente o efeito teria sido positivo, mas o impacto teria sido muito menor. Gostou do que leu?

Tenho mais opções para você, o próximo passo é curtir e assinar.

Sinta-se a vontade para assinar o canal no YouTube. https://bit.ly/2uqRpOT

Vê-lo (a) no Facebook será incrível: https://www.facebook.com/search/top/?q=albertomartin.linguagemdeinfluencia 

Se preferir o Instagram, segue o link. https://www.instagram.com/albertomartin.influencia/

Tags:

Deixe um comentário

Captcha